Funai e Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania discutem ações conjuntas voltadas aos indígenas Yanomami

Na Funai

A Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e o Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) estão trabalhando na elaboração de medidas conjuntas de enfrentamento à situação de vulnerabilidade vivida por crianças e adolescentes do povo Yanomami.

O assunto foi tema de uma reunião na quinta-feira (02) entre a servidora da Coordenação de Gênero, Assuntos Geracionais e Participação Social da Funai (Cogen) Lidia Lacerda, o secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do MDHC, Ariel De Castro Alves, e o presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Diego Alves.

Durante o encontro, foram discutidas propostas como a realização de diagnósticos e a elaboração de cursos de capacitação de profissionais que compõem o Sistema de Garantia de Direitos (SGDA) voltados aos atendimentos de crianças e adolescentes Yanomami.

Ações emergenciais

A Funai integrou uma visita técnica do Governo Federal à Terra Indígena Yanonami, no Norte do país, que enfrenta uma grave crise humanitária decorrente da desassistência aos indígenas. A diretora de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável da Funai, Lucia Alberta Andrade de Oliveira, participou dos trabalhos, no sábado (04), sob o comando da ministra dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara.

Segundo Lucia Alberta, a retirada dos garimpeiros da área é uma prioridade do Governo Federal, bem como o fortalecimento das unidades da Funai dentro da Terra Indígena. “Se não retirarmos logo os garimpeiros da área, essa situação de desnutrição e aumento dos casos de malária não irá diminuir”, alertou, em entrevista coletiva. Clique aqui para assistir a íntegra.

A Funai criou um Grupo de Trabalho (GT) interno específico para qualificar as ações de enfrentamento à crise humanitária. A portaria foi assinada na sexta-feira (03) durante a posse de Joenia Wapichana à frente da instituição.

Ainda conforme Lucia Alberta, a Funai está promovendo um amplo debate com outros órgãos para expandir as políticas de proteção aos indígenas Yanomami no estado de Roraima e no Amazonas, incluindo ações de promoção da cidadania, como acesso a documentação e a benefícios sociais. Clique aqui para saber mais.

Foto: Ricardo Stuckert

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

17 − 1 =