MA – Quebradeiras de Coco Babaçu convidam para coletiva e seminário sobre o CAR, segunda, 4

Às 9:30h, terá inicio o Seminário: “As perspectivas do Cadastro Ambiental Rural e do Pagamento por serviço ambiental para os povos e comunidades tradicionais”.

*

O Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) convida a imprensa de São Luís para uma entrevista coletiva, que será realizada no próximo dia 04/09/2017, segunda feira, às 8:30h, no auditório do Hotel Abbeville (Av. Marechal Castelo Branco, São Francisco). 

O assunto da entrevista são as consequências do Cadastro Ambiental Rural, o chamado CAR, na vida das quebradeiras de coco e demais povos e comunidades tradicionais, incluindo a luta camponesa pela regularização fundiária.

O CAR, que é uma consequência das mudanças do Código Florestal Brasileiro, é apresentado pelo Governo Federal como “a carteira de identidade ambiental do imóvel rural, um documento que mostra os limites da propriedade, a posse e as áreas de produção e de conservação da mata dentro dela”.

Mas quem ganha com esse cadastro? Quem perde? Ele traz algum benefício? Traz prejuízos? Quais suas consequências sociais?

Participarão da Coletiva representantes da MIQCB e do Ministério Público do Pará. Logo após a coletiva, ao longo do dia, será feito, no mesmo Hotel Abbeville, um seminário promovido pelo MIQCB para discutir as questões relativas ao CAR e outros problemas que atingem as quebradeiras de coco e outras comunidades e povos tradicionais.

SERVIÇO:

ENTREVISTA COLETIVA
QUANDO: 04 de setembro de 2017
LOCAL: Hotel Abbeville, Av. Marechal Castelo Branco São Francisco
HORÁRIO: 08h e 30 mim.
Contato MIQCB – Carol 987-23-79-76

Segue abaixo, a programação do Seminário: “As perspectivas do Cadastro Ambiental Rural e do Pagamento por serviço ambiental para os povos e comunidades tradicionais”.

PROGRAMAÇÃO:

9:30H- Abertura e boas vindas

1ª roda de conversa: CAR e Regularização Fundiária

10:00- Eliane Moreira- Ministério Público do Pará
10:30 Experiências das quebradeiras no acesso ao Cadastro Ambiental Rural
Francisca da Silva Nascimento
Maria do Socorro Teixeira Lima
11:00 Maranhão- Sec. Extrativismo do Estado- Luciene Figueiredo
11:30- Debate plenária

12:20- Almoço

2ª Roda de conversa: Pagamento por Serviço Ambiental (Bolsa Verde).
14:00- Antônio Valois- MMA
14:40- A luta dos Povos Tradicionais pela preservação da floresta e acesso aos território
Rosenilde Gregória- MIQCB
Inaldo Serejo- Povo Gamella
15:40- Debate
16:30- Encerramento

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Vias de Fato.

Quebradeiras de Coco Babaçu. Foto: Nadia Pontes /DW

 

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.