A juventude indígena de Roraima quer mudança, quer dar continuidade à luta das lideranças indígenas

Por Mayra Wapichana, CIR

As lideranças indígenas sempre estiveram na linha de frente da luta, sobretudo os líderes que fundaram o movimento indígena, um movimento que já existe há mais de 40 anos, agora tem novos aliados, a juventude indígena, que acompanha e encara o desafio de fazer juntos com as lideranças a gestão dos territórios e garantir os direitos indígenas duramente conquistados na Constituição Federal Brasileira de 1988. (mais…)

Ler Mais

O feminismo turbina e melhora o marxismo. Entrevista com Marcia Tiburi

Autora do sucesso em vendas “Como falar com um fascista”, a filósofa e escritora Marcia Tiburi lançou no Ciclo de Formação SMetal a obra “Feminismo em comum”

Fernanda Ikedo, em SMetal

Na noite de terça-feira, dia 10, pouco mais de 350 pessoas lotavam o auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) para mais uma edição do Ciclo de Formação, que já contou com palestras de João Pedro Stédile, Frei Betto, Guilherme Boulos, Emir Sader, entre tantos outros lutadores e intelectuais brasileiros. (mais…)

Ler Mais

47ª Assembleia Geral dos Povos Indígenas de Roraima: Consulta livre, prévia e informada e a de defesa dos direitos indígenas

Por Mayra Wapichana, Ascom/CIR

Nos últimos anos, as forças contrárias aos direitos indígenas ganharam espaço no cenário local, regional e nacional, deixando os povos indígenas do Brasil, como nunca, mais atentos e vigilantes aos seus direitos, fortemente, atacados pela bancada ruralista composta por parlamentares, deputados e senadores, entre eles, parlamentares do estado de Roraima, do agronegócio que cada vez mais avança sobre os territórios indígenas e outros empresários que veem nas terras indígenas, a única e principal alternativa de instalação e expansão dos seus negócios. Usando como justificativa um “desenvolvimento econômico” que está longe da visão e realidade dos povos indígenas. (mais…)

Ler Mais

Ao fechar Escola, Estado corta vínculo com comunidades do Campo

Na Asa Brasil

No semiárido paraibano, na pequena Sumé que tem 16.872 mil habitantes, três escolas do campo acolhem crianças e jovens que vivem no meio rural. São 33 instituições de ensino a menos, segundo a professora Maria Liliana da Silva. Ela conta que no ano 2000, a cidade contava com 36 unidades escolares. Em Piracuruca, no Piauí, funcionavam 28 escolas no campo há cerca de três anos, e agora só estão funcionando nove. Basta chegar a qualquer cidade do Semiárido para saber de alguma história de fechamento de escola. Para alguns, um processo naturalizado, para muitos o enterro de um projeto de vida da comunidade. (mais…)

Ler Mais

Ocupação em área do senador Zé Maranhão recebe liminar de despejo em tempo recorde

A área foi ocupada na madrugada desta última terça-feira (10) e a polícia já se encontra no local

Da Página do MST

Cerca de 200 famílias estão em estado de alerta. Na tarde desta quarta-feira (11), foi entregue um mandado de reintegração de posse aos trabalhadores e trabalhadoras Sem Terra que ocupam a fazenda Volta, localizada no município de Tacima, na Paraíba. (mais…)

Ler Mais

Comunidades indígenas têm direito a compensação pelo impacto de mineroduto no Pará

Determinação do TRF1 deve ser cumprida sob pena de suspensão da licença ambiental

Procuradoria Regional da República da 1ª Região

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou, nesta quarta-feira (11), que a empresa Pará Pigmentos S/A cumpra termo de compromisso celebrado com indígenas para dar continuidade ao programa de minoração de impacto da construção e manutenção de um mineroduto, sob pena de suspensão da licença ambiental. A decisão foi unânime após três horas de julgamento. Os pedidos foram feitos pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Fundação Nacional do Índio (Funai). (mais…)

Ler Mais

Sustentabilidade e o bem viver dos povos indígenas de Roraima

Por Mayra Wapichana, Ascom/CIR

Durante a 47ª Assembleia Geral dos Povos Indígena de Roraima, lideranças indígenas também discutiram sobre os projetos na linha de sustentabilidade dos povos indígenas de Roraima, considerando as ações já executadas e a propostas em construção. A programação iniciou com a visita na horta, fruto do trabalho dos estudantes indígenas do Centro Indígena de Formação e Cultura Raposa Serra do Sol (CIFCRSS), que estiveram por dois meses no Centro Regional Lago Caracaranã, região da Raposa, cumprindo o tempo de alternância. (mais…)

Ler Mais

Corte no Farmácia Popular ameaça 20 milhões de atendimentos

A obsessão do governo em cortar custos prejudica o programa e a cadeia produtiva de medicamentos, aumentando o risco para a saúde da população pobre

por Carlos Drummond, em CartaCapital

“Mais uma vez a burrice uniu-se à maldade em novo golpe desferido pelo governo no Programa Farmácia Popular”, disparou o senador e ex-ministro da Saúde Humberto Costa, a propósito da revisão dos valores pagos ao setor privado na modalidade Aqui Tem Farmácia Popular, que funciona por meio de uma rede de farmácias privadas. (mais…)

Ler Mais

Movimento Anti-Racismo no Brasil se inspira em Martin Luther King Jr. e Marielle Franco

“A injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça em todos os lugares. Estamos presos em uma rede inescapável de mutualidade, atados em um único laço do destino. Algo que aja sobre alguém diretamente age sobre todos indiretamente.” ― Martin Luther King Jr., Carta de Uma Prisão em Birmingham

por Hari Pannum, em RioOnWatch

Cinquenta anos separam os assassinatos do grande defensor dos direitos civis dos Estados Unidos, Martin Luther King Jr., e da vereadora do Rio, Marielle Franco. No entanto, a discussão do racismo nunca foi tão primordial para o povo do Rio de Janeiro. No dia 5 de abril, um evento organizado pelo movimento de juventude RUA em parceria com o Teatro do Oprimido, conduziu uma discussão inspiradora no Centro de Teatro do Oprimido no Centro do Rio. O painel contou com Ronilso Pacheco, integrante do grupo de estudantes negros do Coletivo Nuvem Negra, da PUC Rio; Daniella Monteiro, membro do RUA e do Movimento Negro Unificado (MNU); e Wesley Teixeira, também do RUA e do Pré-Vestibular Popular + NÓS. A noite também incluiu uma gama de talentos musicais em homenagem a Marielle Franco, incluindo o Grupo Maracatu Baques do Pina, Banda XIX, e Supremacia Records, entre muitos outros. (mais…)

Ler Mais