Intercept anuncia parceria jornalística com a Folha no arquivo da Vaza Jato – e as impropriedades reveladas na primeira reportagem conjunta com o jornal

Tania Pacheco

Nesta madrugada, The Intercept Brasil publicou texto de Leandro DemoriGlenn Greenwald anunciando o início da parceria com a Folha de S.Paulo, com matéria publicada este domingo. Na suaNewsletter, diz a Folha na chamada para a reportagem Lava Jato articulou apoio a Moro diante de tensão com o STF, mostram mensagens:

Procuradores na linha de frente da Lava Jato se articularam para proteger Sergio Moro e evitar que tensões entre ele e o Supremo Tribunal Federal paralisassem as investigações num momento crítico da força-tarefa em 2016, segundo mensagens privadas obtidas pelo site The Intercept Brasil e examinadas pela Folha. O objetivo era evitar que a divulgação de papéis com nomes de dezenas de políticos acirrasse o confronto com o Supremo ao expor pessoas que tinham direito a foro especial e, portanto, só poderiam ser investigadas com autorização da corte. Esta é a primeira de uma série de reportagens que a Folha planeja produzir com base nos diálogos obtidos pelo Intercept Brasil.

Segundo Leandro Demori e Glenn Greenwald, o jornal explica em seu editorial que utilizou vários métodos jornalísticos para confirmar a autenticidade do acervo, começando pela busca de mensagens nas quais seus repórteres “buscaram nomes de jornalistas da Folha e encontraram diversas mensagens que de fato esses profissionais trocaram com integrantes da força-tarefa nos últimos anos, obtendo assim um forte indício da integridade do material”.

Sobre a parceria, explica o Intercept:

Nós sabemos que não é comum que os jornalistas compartilhem seus mais importantes furos com outros meios de comunicação, preferindo reportá-los por conta própria. Mas nós vemos o arquivo fornecido por nossa fonte como um bem público crucial, que pertence ao povo brasileiro, não apenas a nós.

Decidimos compartilhar esse material com outras redações e jornalistas – e hoje anunciamos a Folha – porque nossa prioridade é informar o público da maneira mais confiável, justa e completa sobre o que esses funcionários públicos – que até ontem movimentavam um grande poder nas sombras – faziam quando acreditavam que ninguém jamais descobriria suas ações.

O papel de uma imprensa livre em uma democracia é garantir que aqueles que exercem o maior poder o façam apenas com transparência, porque todos os humanos inevitavelmente abusam do poder quando lhes é permitido usá-lo no escuro. Tudo o que fizemos com este arquivo até este ponto, e tudo o que continuaremos a fazer, é dedicado a este objetivo e ao interesse público. Trabalhar em parceria com a Folha e outros meios jornalísticos ajudará o público a ter acesso e a entender esses materiais o mais rápido e com a maior responsabilidade possível.

Leia a íntegra no TIB:

Anunciamos nossa parceria jornalística com a  Folha  no  arquivo  da  Vaza Jato – e as impropriedades reveladas na primeira reportagem conjunta com o jornal

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

20 − 10 =