Juiz volta a ameaçar de despejo famílias Sem Terra em MG

Resistindo há mais de 7 anos as famílias do acampamento Boa Esperança, em Tumiritinga (MG), correm o risco de serem despejadas

Por Matheus Teixeira, na Página do MST

Na próxima terça-feira (28), o juiz Walter Zwicker Esbaille Júnior irá julgar se mais de 50 famílias Sem Terra permanecerão ou não no acampamento Boa Esperança, em Tumiritinga (MG), Vale do Rio do Doce. A audiência acontecerá na Comarca de Belo Horizonte, Fórum Lafayette, em Belo Horizonte.

O mesmo juiz tentou despejar as famílias produtoras do café Guaií do acampamento Quilombo Campo Grande, no Sul de Minas, e recentemente fez inspeção no acampamento Terra Prometida, no Vale do Jequitinhonha, local onde ocorreu o Massacre de Felisburgo, em 2004.

As mais de 50 famílias vivem da terra e alimentam o município de Tumiritinga com produtos livres de veneno, cultivados de forma agroecológica. Essas famílias correm o risco de perder o direito à terra, suas moradias e tudo que conquistaram durante sete anos de acampamento.

São mais de 1550 hectares que hoje cumprem com a função social da terra de produzir alimentos saudáveis. As áreas ocupadas em 2007 pertenciam a empresa Aracruz Celulose, que mais tarde se incorporou à Fibria, também produtora de celulose.

O acampamento possui um anexo da escola Estadual 1° de Junho, inaugurada em 2003, com quatro turmas divididas entre os anos iniciais, infantil e educação de jovens e adultos (EJA), além de também oferecer atendimento médico na Casa da Saúde dentro do acampamento.

*Editado por Yuri Simeon

Foto: Leandro Taques

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

4 × 3 =