Lançamento Tecendo Redes de experiências em Saúde e Agroecologia

Atividade de Lançamento apresenta processo inédito de sistematização de experiências em saúde e agroecologia a partir da plataforma virtual 

Na próxima terça-feira, dia 07 de julho às conexões entre a Saúde e Agroecologia estarão no centro dos diálogos.  O Seminário organizado pela Fiocruz, pela Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia) e pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) lança um amplo processo de pesquisa que buscará identificar as práticas desenvolvidas por muitas organizações e coletivos.

É com alimento de verdade, com saneamento, com plantas medicinais, com pesquisa, com cuidado e com você que se faz agroecologia e se promove saúde. E o que queremos fazer é juntar todo mundo em uma grande rede, para estarmos – ainda mais – conectadas e conectados. O lançamento contará com a presença de Aparecida Vieira (Tantinha) – Ervanário São Francisco/MG e Articulação Pacari, Denise Oliveira e Silva – coordenadora do Observatório Brasileiro de Hábitos Alimentares (OBAH)/Fiocruz Brasília e Marco Menezes –  Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAS)/Fiocruz e será transmitido pelas redes sociais da ABA-Agroecologia e pelas organizações parceiras desta iniciativa.

O Seminário virtual marca a culminância de um intenso processo de pesquisa que resultou em um instrumento de coleta de dados para a identificação inédita das experiências em Saúde e Agroecologia no Brasil e na América Latina. Durante a pandemia da Covid-19, percebemos ainda mais a relevância da parceria entre as redes de Saúde e Agroecologia, e é justamente sobre a potência desse encontro que mais um processo de sistematização e mapeamento será lançado e estará disponível na Plataforma do Agroecologia em Rede (AeR).

Experiências em saúde e agroecologia correspondem às diversas estratégias construídas pelos povos, pelas organizações, coletivos, movimentos sociais e grupos de pesquisa, que buscam conjugar conhecimentos locais e populares com conhecimentos técnicos e científicos, baseadas em princípios solidários. Essas iniciativas caminham na direção da transformação das condições de saúde e vida das populações, sobretudo aquelas mais vulnerabilizadas. 

São experiências de lutas contra agrotóxicos e de transição agroecologica, de valorização dos saberes de raizeiras, benzedeiras e parteiras, de defesa dos territórios camponeses e de povos e comunidades tradicionais, de hortas junto a postos de saúde do SUS, de promoção de territórios sustentáveis e saudáveis, de pesquisas e encontros, são multiplas experiências.

Como participar?

Durante a atividade virtual de lançamento, serão apresentadas informações detalhadas de como participar desse mapeamento coletivo e descentralizado e instruções para acessar e efetuar o cadastro das experiências da sua organização.

Segundo André Búrigo, assessor da  Vice-Presidência de Ambiente e Atenção à Saúde (VPAAS) da Fiocruz, “com este formulário pretendemos conhecer e ampliar a visibilidade das experiências em saúde e agroecologia. Este mapeamento poderá fortalecer as iniciativas, construir partilhas de saberes e projetar ações conjuntas. A ideia de fortalecer o intercâmbio entre redes de ação temática também dialoga com o nosso compromisso de contribuir com a aproximação entre campo e cidade, aprofundar o diálogo entre esses campos de conhecimento, fortalecer e criar novas Redes de Saúde e Agroecologia”, comenta ele. 

Como produtos, após essa primeira onda de alimentação do sistema, estão previstos materiais em diferentes linguagens: vídeos, boletins informativos, publicações, infográficos, artigos e indicadores que possam orientar a ação de diferentes grupos no campo da ação coletiva popular, da pesquisa e das políticas públicas.

Para além da coleta e análise dos dados, espera-se que este processo fertilize a atuação articulada de diferentes redes temáticas que atuam no campo da saúde coletiva e da agroecologia. Como aponta o prefácio da primeira edição do “Caderno de Estudos em Saúde e Agroecologia”, construído pela ABA-Agroecologia e pela ANA, “é premente a necessidade de aprofundarmos e atualizarmos nossos estudos sobre as conexões entre saúde e agroecologia. De um lado, há um extenso conteúdo produzido sobre as diversas experiências de promoção da saúde e sobre os benefícios da agroecologia para a promoção de ambientes saudáveis e solidários. De outro lado, também já existem importantes acúmulos em pesquisas que vêm adensando e aprofundando nossa compreensão sobre os impactos dos agrotóxicos e transgênicos para a saúde e para os modos de vida e produção da agricultura familiar, dos assentamentos da reforma agrária, dos povos indígenas e dos povos e comunidades tradicionais. Precisamos avançar na compreensão das tramas nas quais essas resistências estão integradas”.

A plataforma do Agroecologia em Rede é um sistema de informações que reúne mais de 1.600 experiências de base popular e agroecológica. Desde 2018, a plataforma está passando por um intenso processo de atualização e reestruturação com apoio da Fiocruz. Além da sistematização das experiências em Saúde e Agroecologia, que será lançada dia 07/07, um Mapeamento dos Núcleos de Agroecologia (NEAs) segue aberto e em breve uma nova iniciativa de identificação das experiências de enfrentamento a pandemia da Covid-19 será lançada.

Mais do que nunca, compreendemos a necessidade de defender a agroecologia e a saúde pública como caminhos que, conjuntos, colaboram para processos de transformação social emancipatório. Reconhecendo os obstáculos históricos e estruturais, mas também os sonhos e a diversidade de possibilidades e de caminhos em aberto, é assim que desejamos que este mapeamento contribua no fortalecimento das iniciativas construídas em rede nos territórios.

Participaram ativamente do processo de elaboração dos instrumentos de pesquisa e fazem parte da curadoria dessa ação: a equipe da Agenda de Saúde e Agroecologia ligada à VPAAS e pesquisadoras/es de outras unidades da Fiocruz, diferentes integrantes do Grupo de Trabalho de Saúde e Agroecologia da ABA-Agroecologia e diferentes representantes das organizações sociais que compõem a rede da ANA.

SERVIÇO

Lançamento Tecendo Redes de experiências em Saúde e Agroecologia

Dia 07 de julho às 10 horas

Seminário Virtual transmitido pelo Facebook e Youtube da ABA-Agroecologia

Instagram | Plataforma do Agroecologia em Rede (AeR)

Baixe aqui o Caderno.

Acesse a página, conheça mais e participe: https://agroecologiaemrede.org.br

Imagem: Visita de pesquisadoras/es da Fiocruz, integrantes da ABA-Agroecologia e da ANA na experiência de saneamento ecológico da comunidade caiçara da Praia do Sono em Paraty em novembro de 2018 durante o I Seminário Nacional “Diálogos e Convergências em Saúde e Agroecologia” – Foto: Por Vinícius Carvalho (Comunicação OTSS/Fiocruz)

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Diogo Rocha.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

14 + 8 =